LIVROS E PUBLICAÇÕES

Conheça os principais livros e publicações de autoria do professor Dennis de Oliveira e também das produções como colaborador.

Livro_RacismoEstrutural.png
DANDARA-logo.png

01

Racismo Estrutural: uma perspectiva histórico-crítica

A ideia central do livro do Professor Dennis de Oliveira é discutir o racismo para além dos comportamentos preconceituosos. A obra articula o conceito de racismo estrutural a totalidade histórico-social expressa concretamente pelas dinâmicas das relações sociais no capitalismo em sua etapa de acumulação flexível em um país da periferia global do capitalismo como o Brasil.

Ficha Técnica
Autor: Dennis de Oliveira
Prefácio: Fabio Nogueira
Orelha: Hélio Santos
Edição: 1ª Editora  Dandara
Páginas: 210
Formato: 14 x 21
Ano de Publicação: 2021
Encadernação: Brochura
ISBN: 978-65-88586-06-8

02

Iniciação aos estudos de jornalismo

Jornalismo é uma atividade complexa . É essencial para a consolidação da democracia e tem, assim, uma função pública. Entretanto, é exercida por instituições privadas e cada vez mais oligopolizadas que transformam a mensagem em mercadoria e os processos produtivos em "linhas de montagem". Ao contrário do que muitos dizem, o jornalismo é cada vez mais fundamental em um mundo em que proliferam ativistas digitais, youtubers que fazem fama fazendo lives direto dos seus dormitórios e fake news disseminadas nas redes sociais. As tecnologias de informação e comunicação podem mudar a forma de se fazer jornalismo, mas este ainda se faz observando a vida sendo construída em cada canto da esquina. Jornalismo é percepção apurada, capacidade de selecionar, hierarquizar, sintetizar e transmitir de forma a alertar para que nossa condição de ser cidadão nunca seja esquecida. E que, no Brasil, a democracia precisa ser consolidada e estendida a todos e todas. Para isto, jornalismo precisa de formação, leitura, estudo. E este é um livro que convida para os passos iniciais aos estudos em jornalismo. Voltado para estudantes de graduação, jornalistas e interessados no tema.

Apresentação do livro pelo autor
"Iniciação aos Estudos de Jornalismo".
livro_jornalismo_-_lançamento.jpg

Edição: IEA-USP, 2021

livro-periferias-insurgentes-2.jpg

03

Periferias Insurgentes: Ações Culturais de Jovens nas Periferias de São Paulo

17 jun. 2021

O livro apresenta os resultados de pesquisa coordenada pelo professor Dennis de Oliveira, do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, durante sua participação no Programa Ano Sabático do IEA em 2019. Os textos do livro são de autoria de Oliveira, que coordenou a edição, e das pesquisadoras Juliana Salles de Souza, Maíra Carvalho de Moraes e Mariana de Sousa Caires, integrantes do Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação (Celacc), um núcleo de apoio à pesquisa (NAP) da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP. O prefácio é de Tiaraju Pablo D’Andrea, músico e professor da Unifesp Campus Zona Leste, onde coordena o Centro de Estudos Periféricos.

Download gratuito: PDF

04

Revista Central Periférica

Primavera de 2021

A revista Central Periférica é produto do projeto "Observatório dos Coletivos Culturais Periféricos de S.Paulo", apoiado pelo Edital Ciência Cidadã da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP. Esta publicação é uma amostra da experiência dialógica estabelecida entre os pesquisadores da USP e os intelectuais dos coletivos que participam dessa empreitada. 

revista-central-periferica.jpg
revista-fim-do-mundo-unesp-marília.jpg

05

Milton Barbosa é entrevistado por Dennis de Oliveira

O registro histórico desse encontro faz parte da edição n. 4 da Revista Fim do Mundo, jan/abr 2021 (UNESP Marília). 'Miltão', Milton Barbosa, é um dos maiores ícones do movimento negro e um dos fundadores do MNU. Confira!

Milton barbosa entrevista por Dennis de oliveira (2).png

06

O negro: de bom escravo a mau cidadão

O Negro, de bom escravo a mau cidadão? foi editado originalmente em 1977, passados 44 anos da 1ª edição temos a enorme satisfação de re-editar e trazer para o público essa importante obra de Clóvis Moura.

Desde Rebeliões da senzala: quilombos, insurreições, guerrilhas (1959) até o Dicionário da escravidão negra no Brasil (2004), Clóvis Moura construiu uma densa e vasta produção teórica que coloca a população negra como sujeito político ativo na dinâmica da sociedade de classes brasileira.

livro-clovis-moura.png

2ª Edição da obra de Clovis Moura pela Editora Dandara.

Orelha: Dennis de Oliveira

07

Propostas novas para novos mundos

Saiu o e-book free de contos,
organizado por Wagner Merije, reunindo diversos autores, entre eles Dennis de Oliveira.

Trata-se de um projeto coletivo de intervenção literária surgido durante a pandemia, nos primeiros meses de 2020. O e-book resultante das respectivas propostas, advindas de autores de vários continentes, encontra-se disponível para o público geral através de download gratuito.

Baixe aqui.

08

Cultura e diversidade
na resistência ao retrocesso

Ano: 2021

Autor: Silas Nogueira (orgs.), Wlaumir Doniseti de Souza (orgs.)

Cultura e diversidade na resistência ao retrocesso: aspectos de degradação e agravamento, é uma obra que busca analisar os principais problemas sociais que assolam o Brasil historicamente, e o quanto essas questões têm se agravado ao longo do tempo. Com diferentes abordagens, os autores buscaram ao longo dos capítulos entender essa desigualdade sofrida por uma parcela da sociedade, assim como, buscar alternativas para lidar com essa realidade.

cultura e diversidade-livro-dennis.jpg

09

jornalismo-freire-livro-dennis.jpg

Jornalismo e emancipação
Uma prática jornalística baseada em Paulo Freire 

Esta obra propõe a ideia do jornalismo como ação cultural emancipatória, recuperando os conceitos de Paulo Freire para uma prática pedagógica libertadora. O jornalismo emancipatório é uma proposta para superar a espetacularização midiática que colonizou a atividade jornalística, em que a verdade transfigurou-se para verossimilhança e a opinião para o opinionismo. Essas mudanças no jornalismo são produto de alterações na configuração da civilização capitalista, da qual o jornalismo é herdeiro, dentre as quais se destacam o esvaziamento da esfera pública política e a mudança das estratégias do capital, que passa a dispensar as intermediações da política para o exercício da sua hegemonia – surge, assim, o que se chama de “ação direta do capital”, em que todas as dinâmicas societárias são guiadas pela lógica do mercado e do consumo. 

capa ebook.jpg

10

Jornalismo
E os dilemas da sociedade da inflação de informações

 

O livro reúne artigos do autor publicados na revista Cult em 2018 e que tratam sobre jornalismo, identidade, relações étnicas e as tecnologias da informação e comunicação que criam, segundo o autor, uma "sociedade da inflação das informações" na qual a flexibilização dos modos produtivos do capitalismo se expressam em volatilidade de conceitos e relativismos de pensamentos.

11

Racismo, etnia e lutas de classes no debate marxista

Coletânea Marxismo21 sobre racismo e luta de classes que conta com um artigo de autoria do professor Dennis de Oliveira. Imperdível! [13 dez.2021]

Neste terceiro E-book de marxismo21, _Racismo, etnia e lutas de classes no debate marxista_, são publicados 23 artigos escritos por 26 autores(as) que analisam a questão étnico-racial e sua relação com as lutas de classes a partir da teoria marxista.

O livro foi organizado por Danilo Enrico Martuscelli e Jair Batista da Silva e está dividido em sete partes principais: 1. Os pioneiros no debate marxista sobre a questão racial na América Latina e no Brasil; 2. Análises clássicas de marxistas brasileiros sobre as lutas e a posição do negro na sociedade brasileira; 3. Eurocentrismo, colonialismo e antirracismo; 4. Movimento comunista, questão negra e luta de classes; 5. Marxismo e questão indígena: teoria, programa e resistências; 6. Os intelectuais marxistas e o debate sobre a questão racial no Brasil; e 7. Capitalismo, antirracismo e luta de classes.

Racismo, etnia e lutas de classes no debate marxista-capa-ebook.jpg

Disponível gratuitamente aqui:

estado.planejador.capa_-scaled.jpg

12

A volta do Estado planejador

Neoliberalismo em xeque

Organizador: Maringoni, Gilberto

Editora: Contracorrente

O liberalismo à brasileira almeja empreender uma reforma do Estado, conluiando-se com as forças políticas mais reacionárias e retrógradas do país e entregando a soberania aos caprichos dos mercados. Trata-se, certamente, de uma das mais engenhosas arrumações que a velha oligarquia brasileira imaginou para continuar no papel de sátrapas do Império.

Autores: Adalberto Cardoso; Aloizio Mercadante; André Lara Resende; André Roncaglia de Carvalho; Antonio Corrêa de Lacerda; David Decccache; Dennis de Oliveira Franklin Martins; Gilberto Maringoni; Isabella Nogueira; entre outros.
Orelha: Celso Amorim
Ano: 2021
Edição: 1ª